[Resenha] Meu Deus, mas que cidade linda | Rodolfo Melo

Olá pessoas! Como estão? Espero que bem! Hoje quero fazer um convite à vocês, vamos comigo para Brasília? Prometo que a viagem será longa mas repleta de história maravilhosamente reflexivas e emocionantes. A ótima notícia é que não vamos nem precisar de sair de casa, podemos utilizar como meio de transporte meu novo livro favorito, MEU DEUS, MAS QUE CIDADE LINDA, o motorista, apresento à vocês é o autor Rodolfo Melo, novo autor parceiro aqui do blog.

Já aviso que tem um spoiler do primeiro conto, sorry, mas eu precisava desabafar!



capa rodolfoTítulo: Meu Deus, mas que cidade linda

Autor(a): Rodolfo Melo

Editora: Editora 42

Classificação: design-sem-nome.png

Sinopse: “Meu Deus, mas que cidade linda é um livro que poderia ser descrito como uma coletânea de contos policiais, ou criminais, ou sobre a violência. Mas, é, mas um livro sobre as desigualdades sociais, sobre a ignorância humana, sobre preconceitos. E de forma crítica, muito crítica, até ácida, a cidade é linda. Dependendo dos olhos que a veem. Nascido em Brasília, Rodolfo se tornou escritor assim, como quase todo mundo: escrevendo. Seu segundo livro impresso traz um recorte pontual sobre a realidade brasiliense. A violência, o racismo, os medos. Brasília é linda, viva e urbana. E como toda cidade, guarda em seus becos, suas ruas, suas pessoas, histórias. Aqui você a verá desnuda. Um livro de crônicas ácidas, duras, violentas e verdadeiras, marcadas pela escrita aguda de Rodolfo Melo. Continuar lendo

Anúncios

[Resenha] A Alcateia

Olá pessoas, boa tarde! Hoje trouxe a resenha do livro “A Alcateia”, do autor Glauco Freitas, parceiro aqui do blog.



30.11.2016 - A AlcateiaTítulo: A Alcateia

Autor: Glauco Freitas

Páginas: 270

Classificação: 4/5

Sinopse: “Vem Lobo! Coroa-te no sangue dos apressados!”
Rituais de morte se espalham pela cidade de Curitiba e cabe ao Investigador da Homicídios, Flávio Patrezzi, impedir a propagação do horror causado pela Alcateia. A ajuda de seu consultor, Alexandre Matsui, será imprescindível para que encontrem os responsáveis por estes crimes bárbaros numa caçada que os levará aos corredores labirínticos do próprio Inferno.



Demorei um pouquinho para terminar o livro por causa das provas da escola, mas depois que eu tive um folguinha devorei o livro!

Bom, na história, nós acompanhamos uma investigação feita pela delegacia de homicídios e de crianças desaparecidas. No começo achei que a história seria baseada na investigação para descobrir quem estava cometendo os crimes, mas achei que seria uma pessoa, algo normal! Mas o autor me surpreendeu nos inserindo em um outro mundo! Continuar lendo

[Parceria] Giselle Jacques

Olá pessoas, boa tarde! Como estão?! Trouxe outra novidade para vocês! O blog agora conta com mais um autora parceira, a autora Giselle Jacques.

Para quem tem a curiosidade de conhecer as obras da autora, o livro “O Mestre” já foi resenhado aqui no blog.



Biografia

0160727aGiselle Jacques é gaúcha de Porto Alegre-RS. Graduada em Jornalismo e pós-graduada em Cinema, ambas pela PUC-RS, essa autora sempre teve um único sonho profissional: passar a vida escrevendo. Seus primeiros escritos – algumas poesias e contos – surgiram ainda na transição da infância para a adolescência. Todavia, Giselle conta que antes mesmo de aprender a ler, já brincava de fazer livros, jornais e filmes.

A adolescência foi marcada pelo livro As Brumas de Avalon – seu livro de cabeceira – e por contos românticos. O primeiro romance aconteceu aos 18 anos de idade. Porém, desencorajada pela família (escritor não é uma profissão!), a autora deixou o sonho literário pela realidade do jornalismo, da fotografia e, logo, uniu tudo isso às artes cinematográficas para se tornar diretora e roteirista de cinema e publicidade por 12 anos.

Nesse período, de 2000 a 2005, Giselle arrematou nada menos do que cinco prêmios de cinema e vídeo, entre eles o de Melhor Curta-Metragem do Festival de Gramado. Em 2007, todo esse universo de imagens e histórias foi deixado de lado por um projeto muito maior: a filha Melissa.

Em 2010, o antigo sonho de ser escritora levou Giselle de volta ao mundo da escrita criativa. Foi quando nasceu o dramático e comovente romance A Casa da Montanha e, logo a seguir, a Editora Escândalo – da qual Giselle foi CEO e Editora Chefe até 2015. O sucesso obtido com a publicação do primeiro livro levou ao despojado e atualíssimo O Livro de Alexia, rapidamente esgotado nas prateleiras das livrarias.

Com uma técnica própria de escrita criativa, Giselle mantém a habilidade de concluir longos romances em poucas Giselle Jacquessemanas. Rendendo seu talento ao estilo literário do coração – a ficção fantástica – a romancista lançou em 2015 A Estrela da Manhã. No mesmo ano, Giselle conquistou o 1º lugar no 11º Prêmio Maximiano Campos de Literatura na categoria Miniconto, além de Menção Honrosa no mesmo prêmio literário, na categoria Contos.

Em 2016, dois romances LGBT, intitulados Lucca e O Mestre são lançados no início do ano. O primeiro trata de autoaceitação e enfrentamento da homofobia, o segundo remonta à época vitoriana, na qual a homossexualidade era crime na Inglaterra. Além desses, Giselle lança sua primeira coletânea de contos Jardim D’Lírios Negros, explorando profundamente a psique feminina.

2016 também é pontuado pelo lançamento do romance de fantasia Quarto Crescente, marco na careira da escritora por se tratar de sua criação mais antiga e que levou exatos 25 anos para ser publicado. E nesse clima de volta ao passado, as crônicas do blog pessoal da autora deram origem à série em e-book Catarticamente Vol. 1.

Em 2017, a produção de e-books segue a plenos motores. Giselle lança o segundo volume de suas crônicas, Catarticamente Vol. 2, e as noveletas Blefe, Lágrimas para Michelangelo e, em breve, Números Primos (todos já sucessos no Wattpad).

cropped-bokks9.jpg

 


Continuar lendo

[Resenha] A Rosa do Anoitecer

Olá pessoas, para hoje eu trouxe a resenha do livro “A Rosa do Anoitecer”, do autor Tiago Guedes, parceiro aqui do blog. Espero que gostem!



CYMERA_20170417_111116.jpg

Sinopse: “Ao norte do mundo de Gairã, o Vale Anoitecer vive dias mais escuros do que o céu que o cobre. Conflitos entre tribos trazem dor, sofrimento e morte as terras da deusa das sombras Nubri, que calada vê suas tribos protetoras se destruírem. Em meio ao caos, uma conspiração brota como uma erva venenosa, capaz de destruir ainda mais o vale, mas uma previsão do grande oráculo do Vale Anoitecer surge, e coloca os planos desta conspiração em risco. Neste cenário de intrigas e mentiras o destino irá colocar a prova Rosalis e Dornik, em uma disputa pela sobrevivência e pela tão sonhada paz. O Vale Anoitecer irá descobrir que o destino é algo poderoso, assim como o amor e a vingança.”



Bom, o livro nos leva para um mundo completamente diferente e cativante, nos faz viajar para lugares diferentes e nunca antes explorados. Logo no primeiro capítulo damos de cara com o nascimento da Rosa do Vale do Anoitecer, Rosalis. Uma linda garotinha nascida em um dia chuvoso, na tribo de Makuzan e, junto com seu nascimento, temos uma promessa: com o surgimento de uma linda flor, a morte se tornará vida e a derrota, uma vitória.

Após completar sua quinta primavera (cinco anos) Rosalis é levada ao Oráculo do Vale do Anoitecer e, no caminho, acabamos conhecendo Dornik e alguns de seus familiares que estavam voltando do Oráculo. Por estarem vivendo em tempos perigosos a família de Rosalis desconfia muito da de Dornik e deixa um “mini-guerreiro” os vigiando. Continuar lendo

[Autor(a) Parceiro(a)] Mary do Conto

Olá pessoas, é com grande alegria que eu venho dizer à vocês que o blog tem uma nova autora parceira, a autora Mary do Conto, vamos saber um pouquinho mais sobre ela e seu trabalho?!

Parcerias



Biografia

Mary do conto , autora Pernambucana, que sempre almejou se tornar uma escritora ,desde bem pequena já rabiscava e foi alimentando este sonho ao qual conseguiu degalgar. Tem 3 livros físicos publicados, também adora escrever estória infantil ,não tem dom para apenas um gênero mas sente que escreve mais de 2! Continuar lendo

[Autor(a) Parceiro(a)] Glauco Freitas

Olá pessoas, é com grande alegria que eu venho anunciar a vocês que o blog tem um novo autor parceiro, o Glauco Freitas. Vamos conhecer um pouco mais do trabalho dele?!


Biografia
20170501_112053.jpgAmante de histórias de fantasia desde sempre, o autor de 27 anos aposta nas mais diversas vertentes do gênero.
Iniciada no fim do ano passado com o lançamento da fantasia urbana/terror A Alcateia, sua carreira literária contará, ainda em 2017, com mais dois lançamentos: no meio do ano, uma fantasia épica inspirada no folclore nacional, e próximo ao natal, uma fantasia espacial.
Tem como autor favorito e principal influência, o britânico Bernard Cornwell, mas não esconde a forte predileção pela ficção fantástica japonesa.

Continuar lendo

Autor(a) Parceiro(a): Maya Falks

Olá pessoas! Para quem ainda não deu uma olhadinha no menu Divulgação de Autores/Autores Parceiros estamos cheios de novidades e uma delas é a autora Maya Falks! Vamos conhecê-la melhor?!



Biografia:

Foto por Angela Nadin

Por Angela Nadin

A trajetória de Maya começou bem cedo, quando ainda era Márcia. Aos 3 anos, apaixonada por histórias, criava quadrinhos e ditava os diálogos pra mãe, impressionando pela coerência de compor, tão jovem, histórias com começo, meio e fim. Aos 7 esboçou seu primeiro romance, Amor Eterno, inspirado em Mônica e Cebolinha. Aos 10 veio a primeira poesia, “Vampiro”, aos 11 o romance policial “A Vingança”, nunca publicado. Aos 12 a primeira antologia poética – que acabou virando carvão depois de ouvir da secretária de uma editora que jamais publicaria suas poesias. Aos 14 descobriu Gonçalves Dias e entendeu que não havia vida possível longe da literatura. Ao longo da adolescência, dedicou-se à poesia e às narrativas curtas, chegando a complementar sua renda vendendo redações aos colegas. A prática da redação garantiu sua aprovação no primeiro vestibular para Publicidade e Propaganda. Formou-se em 2004, especializando-se em marketing em 2007. No final de 2006, aos 24 anos, ganhou seu primeiro concurso literário na categoria contos, com um conto chamado “Mal do Século”, versando sobre depressão, temática constante na sua literatura depois de um histórico de bullying e exclusão na adolescência. Entre fevereiro e março de 2007, escreveu Depois de Tudo. Disposta a conquistar uma publicação nos moldes tradicionais, revisou a obra diversas vezes e arriscou contato com editoras do centro do país, não obtendo êxito. Continuar lendo