[Resenha] Amar Você | Jasmin Palumbo

Título: Amar Você

Autor(a): Jasmin Palumbo

Editora: Independente

Páginas: 507

Classificação: Design sem nome

Sinopse: “Nicolas já não era mais um garotinho que vivia grudado à sua mãe. Ele havia crescido e, com isso, ele não era exatamente o que todos esperavam da criança que um dia havia sido.
Nico cresceu como o reflexo do pai, um tanto quanto introspectivo.
O mesmo havia acontecido com Branca, que cresceu com a personalidade mais parecida com o do pai, que a da mãe. Mas, exatamente por isso, ela era o oposto de Nico. Enquanto o jovem adulto era objetivo e literal, Branca era espirituosa e espontânea.
No entanto, nem sempre ambos podiam fugir da convivência do outro, além de amigos em comum, tinham pais amigos do outro, criando assim, um elo, mesmo sem eles quererem, entre o outro.
Mesmo com barreiras invisíveis entre eles, uma faísca foi acesa quando um beijo foi dado.
Eles eram jovens e, às vezes, imaturos. Sendo assim, esqueceriam seus medos para viver um amor? E seria o amor realmente capaz de sobrepor qualquer problema?
Nicolas era soronegativo; Branca, positivo.
Continuar lendo

Anúncios

Resenha do Livro: O Exorcista

Autor: William Peter Blatty,
Editora: Agir
Lançamento: 2013
Gênero: Ficção de terror americana
Tradução: Carolina Caires Coelho
Páginas: 331
ISBN: 978-85-2201-382-1
Sinopse: 
“Um clássico do terror com mais de 13 milhões de cópias vendidas“. Impossível parar de ler. Poe e Mary Shelley reconheceriam [William Peter Blatty] como mais um integrante do limbo ambíguo entre o natural e o sobrenatural… De arrepiar.” – LifeUma obra que mudou a cultura pop para sempre, O exorcista é o livro que deu origem ao maior filme de terror do século XX. Quatro décadas após chocar o mundo inteiro, a obra-prima de William Peter Blatty permanece uma metáfora moderna para o combate entre a fé e o profano em forma de um dos romances mais macabros já escritos.”
A História: 
A história não é nova para quem já assistiu ao filme várias vezes, mas não deixa de impressionar mesmo com as releituras. Mesmo levando o título de “O Exorcista” o livro não vai se tratar apenas da possessão e do ritual de expulsão. Diferente do filme de 73 o romance não se trata apenas do terror, mas de questões mais profundas como a culpa e fé. Todos envolvidos na trama em algum momento vão demonstrar ou falar sobre sua culpa.
Assim inicia-se a estória de Chris MacNeil e sua filha de doze anos, Regan. As duas tinham uma vida tranquila e muito feliz. Chris e Regan faziam tudo juntas, desde ir ao cinema até realizar o passatempo preferido de Regan, que era brincar com um tabuleiro Ouija esquecido no porão. A menina sempre dizia poder se comunicar com seu amigo imaginário através do tabuleiro, mas Chris nunca acreditou que aquilo poderia ser algo perigoso.
Os dias vão se passando e Regan começa a adquirir outra personalidade, tornando-se uma pessoa completamente estranha para a mãe. Acreditando que a filha está gravemente doente, Chris vai com Regan a vários médicos, mas nenhum deles sabe explicar com exatidão o que a menina tem; então sem mais saber oque fazer, Chris recorre ao padre Karras; após uma avaliação minuciosa, Karras, diz a Chris que Regan precisa de um ritual de exorcismo e começa a colher provas para conseguir a autorização da Igreja.
Opinião: 
A escrita de William Peter Blatty é maravilhosa, transformou uma estória clichê dos filmes de terror, em uma verdadeira obra prima da literatura. O livro é bem construído, tem belos diálogos e a trama se desenrola muito; o autor em diversos momentos desacredita a menina, deixando o leitor em dúvida se a garota está possuída ou está apenas simulando tudo aquilo por busca de atenção ou por ter sido influenciada por algumas informações que conseguiu.
O livro todo é narrado em terceira pessoa e a narrativa é muito profunda e realista, o que torna o livro ainda mais impactante.
O Exorcista traz uma dessas histórias que você pensa toda vez que as coisas não podem piorar para os personagens principais, o autor nos surpreende mostrando que a jornada para o inferno pode sempre ficar mais sombria e perigosa.
Um livro que precisa ser lido e que é muito mais que garotinhas revirando olhos, vomitando gosma verde e girando a cabeça, mas um romance bem construído que quando você acabar de ler vai ficar na sua cabeça, não pelo medo, mas pelos pequenos questionamentos. Um livro incrível.
Então é isso galerinha! Boa leitura, até a próxima! Beijos!

[Resenha] Os Cinco do Ciclo | Elias Flamel

Título: Os Cinco do Ciclo

Autor(a): Elias Flamel

Páginas: 556

Editora: Independente

Classificação: Design sem nome (2)

Sinopse:Yosef de Keltoi. Presenteado na infância, por uma de suas mães, com um tesouro de muitas páginas. Cresceu com pouco, encontrou o seu amor e ao lado dela teve que instigar uma revolução entre trabalhadores do campo. Sua vitória não foi perfeita, pois falhou contra os deuses que tanto venerava. Assim, o líder de uma vila pequena, e quase oculta entre os quatro cantos do mundo, vive o começo da sua velhice. 

Não reclama de ter vivido muitos ciclos e é servo de um império que pintou de rubro nações que ousaram ser grandes. Sempre preocupado com o seu povo e com a sua família. Qual vem primeiro? É uma pergunta que necessita de tempo e páginas para ser respondida. Hitalo, o mais velho dos seus filhos, exige mais firmeza com os homens do campo. No auge da juventude, o divertido e criativo Yohan deseja provar para o seu pai que é um homem feito. Morgiana, companheira de luta, enxerga muito além do que os olhos podem ver e deseja alertar o seu amado Yosef a respeito de algo muito difícil de fugir. 

Yosef parte para Numitor, sua viagem tem como destino a capital de todo o império, lar dos homens de togas brancas que praticam um culto conhecido pelas eras. E esses mesmos homens possuem legiões em seu poder. Era para ser somente mais uma viagem dos tributos, mas o homem comum ouve boatos que colocam em risco o seu lar, a sua cultura e as suas crenças. Uma ajuda é mais que necessária, mas aqueles que são os mais poderosos e dotados de uma sabedoria milenar começam a pedir socorro. Só Yosef, o líder, pode salvar o que tanto ama.

Ao tentar, é exposto o seu passado manchado, ele reencontra velhas amizades e conhece desejos guardados dentro do peito de um dos seus filhos. Sua vontade de ter o que tanto deseja fará Yosef se embrenhar pelas ruas do império. Será preciso conviver com ladrões, fardados de rubro, uma sociedade que ama a prata e o ouro e terá de lutar até mesmo contra a fúria da natureza.” Continuar lendo

Hoje é um lindo dia para se decepcionar com as pessoas

Como todos – ou a maioria – sabem, hoje foi o segundo dia da prova do Enem. Bem, eu estou fazendo a prova para ir me acostumando com o ritmo e aconteceu que, hoje, minutos antes de eu entrar na escola onde faria a prova algo me magoou muito. Continuar lendo

Seja um parceiro do EPA também!

banco de parceiros post

Sobre o Entre Pontos Assessoria:

A Entre Pontos Assessoria​, também conhecida pela sigla EPA​, foi criada em maio de
2017 pela socióloga Daniele Novaes e pela jornalista Raíssa Martins. A assessoria de
comunicação e mídias sociais surgiu com o principal objetivo das sócias em fornecer
serviços para marcas e profissionais que precisam de ajuda para divulgar o seu trabalho.
Entre alguns dos serviços prestados pela EPA está o gerenciamento e produção de
conteúdo para redes sociais. No cenário atual é importante que uma marca saiba se
posicionar dentro do meio digital através de estratégias que destaquem os seus diferenciais em meio a concorrência. A assessoria também oferece serviços avulsos que vão desde edições de vídeos a conteúdo para sites, até revisão de textos e organização de eventos. Continuar lendo

[Resenha] A Solidão de Um Lutador | Marta Vianna

Título: A Solidão de Um Lutador

Autor (a): Marta Vianna

Páginas: 345

Editora: Sonho de Livro

Classificação: Design sem nome

Sinopse: Uma família destruída por um pai sem coração. Abandono, sofrimento e muitas adversidades completam a trajetória de vida de Bryan, um lutador famoso que venceu sua pior luta quando aprendeu a se defender ainda criança.
Abandonado por sua mãe em um orfanato, apenas descobriu o que era o amor através das irmãs freiras e de seu amigo, Pablo. Uma forte amizade nasceu entre os dois tornando-os além de amigos, irmãos. Bryan encontrou em seu amigo o que nunca recebeu de seu pai, o afeto, o companheirismo a lealdade.
Com o coração fechado para o amor ele conhecerá Angel, a pessoa que ele mais vai tentar se manter longe por medo de se apaixonar, mas será ela quem trará boas novas sobre sua mãe. Mediante a isso, Bryan conhecerá o amor e ele se verá confuso sem saber o que fazer com esse sentimento que ele mesmo desconhece.
Será que depois disso ele abrirá seu coração para o amor e se deixará ser amado? Será que ele conseguirá superar o medo de ser abandonado novamente?



Em “A Solidão de Um Lutador“, conhecemos a linda história de Bryan e Angel. Ele, um lutador famoso, ela, uma estudante de enfermagem e garçonete – além de ótima lutadora. Continuar lendo