Guia de bolso do escritor iniciante (Pre-write) #2

typewriter-726965_1920O que é chamado de “pre-write”  é todo o preparativo que é necessário antes de colocar a mão na massa e começar a pincelar as palavras no papel. Acredite, antes de qualquer autor começar uma obra, ele se prepara antes.

Pesquisas:

Países:

Agora que você já tem sua história idealizada, tem a ficha técnica de cada personagem e já estudou o seu público alvo, tá na hora de partir para o pc e começar as suas pesquisas. Se você irá escrever uma história que se passa fora do seu pais de origem, sempre faça pesquisas sobre o pais que vai escrever. Conheça os costumes, comidas, conheça os pontos turísticos, realmente conheça o lugar, como se você fosse de lá. O leitor quando pega um livro, ele quer ser levado para outro lugar, e para que essa imersão completa aconteça, ele tem que acreditar que você fará isso. Uma boa pedida é sempre fazer um paralelo entre lugares fictícios e alguns reais.

Livros:

Leia livros parecidos com o seu. Acredite ou não, a melhor preparação para a escrita de um original é engolir livros e livros, mas, dessa vez, você vai prestar muita a atenção da forma que as cenas são detalhadas, como o autor conseguiu mexer com suas emoções. Note a linguagem que ele usa. Ler, além de ser um ótimo entretenimento, serve como combustível para o escritor. Mas atenção, se inspirar em alguém não é o mesmo que copiá-lo.

Tipos de Roteiros:

Agora que você já montou a Biografia de seus personagens, estudou o local que irá se passar o seu livro e leu como um doido, está na hora de criar o seu roteiro. Criar um roteiro é algo muito particular de cada um. E existem muitas formas de roteiro, detalhado, o mais objetivo e o de tópicos.

Roteiro detalhado:

Para criar um roteiro detalhado, você deve primeiro dividir suas ideias em três partes, e lembre-se bem dessas partes, pois são muito importantes. A primeira parte do seu roteiro será a introdução. Nessa parte, você irá colocar as ideias iniciais, anotará tudo que for introdutório. A segunda parte é a chamada, desenvolvimento. Nessa parte, você detalha como irá ser a trama e sub trama da sua história. E a última parte é o Clímax, onde tudo acontece, a parte mais emocionante do livro. Após ter criado as três partes, você irá definir os capítulos a partir de suas anotações, e assim o seu roteiro estará pronto.

Roteiro curto:

Anote suas ideias em um texto, como se você estivesse apresentando esse livro para alguma pessoa. No roteiro curto, você pode ser o mais direto possível, deixando de lado os detalhes menos importantes. Os roteiros curtos são indicados para livros com no máximo 100 páginas.

Roteiro de sub tópicos:

O roteiro de subtópicos é um dos mais legais para se trabalhar, nele, você pode ter um aproveitamento e desenvolvimento das ideias de uma forma mais abrangente. Nesse tipo de roteiro, você divide suas ideias em capítulos, dentro desses capítulos você cria subtópicos onde você detalha o que ocorrerá naquela cena,

Por exemplo:

Capitulo um:

No Trem

No trem o protagonista encontra um amigo que não via há muitos anos, após se encontrarem combinam de tomar um café na padaria que ficava a quatro quadras do trabalho dele.

 

Você pode definir uma meta de páginas também em cada tópico, e talvez ir até mais além e criar subtópicos dentro dos tópicos, caso o capítulo seja muito extenso. Esse tipo de roteiro é muito usado para organizar as ideias de uma forma mais fácil e eficaz.

 

O Arco de Personagem:

Após criar o seu roteiro e dividi-lo em capítulo, você deve criar o arco dos personagens, ou se preferir, apenas do protagonista. É fundamental você criar esse arco, pois ele será sua bússola durante a escrita do livro. O arco de personagem é sua evolução durante a história, pelo que ele passara e como isso fará que ele aprenda e evolua com isso. Um bom exemplo de personagem com um bom arco é o Percy Jackson. Observe o personagem no primeiro livro e olhe sua evolução no último. Os seus personagens, assim como você ele tem emoções, ideias, acertos e erros, e essas mudanças durante a história é importante, pois é revoltante terminar de ler um livro e notar que os personagens não aprenderam nada novo.

Personalidade:

A personalidade de cada personagem está ligada diretamente ao arco de personagem. Tudo que o seu personagem passou durante a história definirá muito sua personalidade e mudança de personalidade durante a narrativa. É interessante você criar personalidades diferentes para cada personagem, assim como modo de falar e vestimentas.