Resenha God of War

Título: Original:  God of War

Autor: Matthew Stover & Robert E. Valdeman

Páginas: 384

ISBN: 978-85-8044-675-3

Ano: 2012

Tradutor: Flávia Gasi

Editora: LeYa

 

 

Sinopse:

O guerreiro Kratos, é um servo dos deuses do Olimpo. Atormentado pelos pesadelos do passado e ansiando por liberdade, o Fantasma de Esparta faria qualquer coisa para acabar com as dívidas que possui com os deuses. À beira de perder todas as esperanças, ele recebe uma oferta que pode libertá-lo da servidão:

Destruir Ares, o deus da Guerra .

Mas que chance tem um mero mortal contra um deus? Armado com as mortíferas Lâminas do Caos, guiado pela deusa Athena e, ainda, compelido por sua insaciável sede de vingança, Kratos busca a única relíquia poderosa o bastante para assassinar Ares – uma missão que levará ao templo misterioso criado pelo titã Cronos.

Das profundezas do Hades passando pela cidade de Atenas destruída pela guerra, até um deserto perdido além, God of War percorre uma jornada sangrenta que conta minúcias do game e da lenda de Kratos.

 

 

Antes de mais nada, devo dizer que esse livro é um daqueles que realmente vale a pena comprar, mesmo que você ainda não tenha jogado o game. A história cativa o leitor desde o começo até a última página.

Você pode até pensar que foi o livro que deu origem ao game, mas não foi assim, na verdade foi o game que deu origem ao livro. Caso você já tenha jogado o game, vai se surpreender com as novidades que o livro trás.

Recomendo muito esse livro, e caso ainda não tenha jogado o game também recomendo muito, vale  pena!  O jogo é o meu favorito e o livro se tornou um dos meus queridinhos também!!!

 

 

Então é isso galerinha, nos vemos em breve!!! Beijo!!!

 

 

Terça da Poesia

SOLIDÃO:

Caminho pelas ruas, imperturbável
Procuro problemas,
Encontro dilemas,
Confiança inabalável

Aprendi sozinho
Que ficar sozinho
Pode ajudar a resolver
O que não sei sozinho

Sou assim, misterioso e pra baixo
Às vezes me isolo ou me encaixo
Mas também sou pra cima
Ainda que seja pra garantir a rima

Eu faço poesia
Eu sangro só
Me amarro em demasia
Vai desatar os meus nós?

Hoje queria ouvir sua voz
Hoje lembrei sobre nós
Poderíamos estar à sós
Mas você me amaria após?

Sou poeta solitário
Me entornando em versos
Devaneios diversos
Permeando o imaginário

 

-Leonardo Souza

 

Texto

Oooolá pessoas, como estão?! Espero que bem. Bom, eu fiz uma parceria com o autor Leonardo Souza e irei postar os textos escritos pelo mesmo aqui a partir de agora, espero que gostem!



“A cama tá te chamando. Meus braços estão abertos, perfumado. O violão segue no quarto e eu te fiz uma canção. Tem Lua lá fora, mas duvido que ela esteja mais bonita que você. Eu te peço, vem? Se você não vier, eu vou ficar vazio de amor e cheio de saudade.”

-Leonardo Souza

Ps.: Não deixem de conhecer a página do Leonardo! Clique aqui

Entrevista: Viviani Ramires

Olá pessoas, para hoje eu lhes trouxe uma entrevista com a autora do livro “Noite Eterna”, espero que gostem!

Quem é Viviani?

É uma professora que se divide entre as mil obrigações do mundo real e os personagens que se acumulam na sua cabeça.

Qual foi seu primeiro contato com a literatura?

Sempre ganhei livros do meu pai quando era criança,antes mesmo de aprender a ler ele me dava histórias em quadrinhos, que eu acompanhava, tentando inventar o que os personagens diziam. Aprender a ler foi uma realização muito aguardada.

Qual seu autor/livro preferido? Por quê?

Continuar lendo

Resenha do filme: O assassino do alfabeto

Olá pessoas, como estão?! Espero que bem. Separei a noite de sexta-feira para assistir um filme de suspense, que eu escolhi aleatoriamente para testar meus dotes de detetive (falhei miseravelmente), e hoje irei falar um pouquinho sobre ele, espero que gostem!

Sinopse:”Em Rochester, Nova York, Megan Paige (Eliza Dushku) é uma investigadora que está no caso de Carla Castillo, uma menina de dez anos que é sequestrada e morta em Churchville. Ela começa então a ter alucinações com Carla. Quando não consegue resolver o caso acaba piorando, é diagnosticada com esquisofrenia paranóica e vai parar em um hospital psiquiátrico. Dois anos depois ela volta ao departamento e se depara com o caso de Wendy Walsh, encontrada morta em Webster, as alucinações recomeçam e ela terá que lidar com isso enquanto procura o ‘assassino do alfabeto’.”

lllBom, no começo do filme nos deparamos com uma menina, Carla Castilho de dez anos, correndo e gritando desesperada pois está sendo seguida e, logo depois, descobrimos que a mesma foi assassinada, na cidade de Churchville.

Megan Paige, uma investigadora que está investigando o caso,começa a ter alucinações com Carla e tenta a todo custo resolver o mistério e, quando não consegue, chega a tentar cometer suicídio (cortando os pulsos). Como sua tentativa foi mal sucedida, a personagem é levada à um hospital onde é diagnosticada com esquizofrenia.  Continuar lendo

Resenha Quem é você, Alasca?

Título Original: Looking for Alasca

Autor(a): John Green

Editora: Martins Fontes
Páginas: 229 
Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.
O livro relata a história de Miles Halter, um garoto sozinho que leva uma vida medíocre, ele vive na Flórida e sua maior paixão é colecionar últimas palavras de pessoas famosas.
Cansado de sua vida sem graça, Miles decide engressar em uma escola preparatória no Alabama. Ao chegar, ele conhece Chip Martin, Takumi e a garota mais encantadora de todas, Alasca Young. Após um trote escolar, Miles teve a sua vida totalmente mudada…
Alasca, se tornou muito próxima de Miles, que acabou se apaixonando por ela. Após diversos acontecimentos, Miles se vê em uma faculdade maravilhosa, que se tornou um dos melhores lugares da sua vida.
Porém,  em um dia que deveria ser normal, aconteceu algo que marcou para sempre  a vida Miles…
Bom, para começar o livro deve ser lido por um ótimo motivo: Jonh Green, qualquer coisa que esse cara esvreva , vale a pena ler. Mas enfim, no começo o livro parecia ser lento, mas com o desenrolar da história tudo começa a fluir; os personagens nos cativa, são misteriosos, carismáticos e excêntricos. Um dos meus momentos favoritos no livro, é quando um segredo é revelado, apesar de ser triste é incrível! Não esperava por menos de John Green.
Então galera eu super indico esse livro, beijos e por hoje foi isso,  ótima leitura!!